Direção Artística

Diretor Geral

Airton Tomazzoni

Airton Tomazzoni é jornalista, coreógrafo, roteirista, diretor e professor universitário. Coordenador do Centro Municipal de Dança da SMC/PMPA, Diretor da Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre, Técnico em Comunicação Social da Prefeitura de Porto Alegre e professor convidado na Especialização em Dança da UFRGS e da PUC RS. Doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre em Processo Midiáticos pela Unisinos. Cursou Direção Teatral no DAD/UFRGS. Dirigiu e coreografou destacadas montagens premiadas com o Prêmio Açorianos de Dança (SMC), Prêmio Incentivo às Artes Cênicas (Ieacen), Prêmio Itaú Rumos Dança e Prêmio Klauss Vianna/ FUANARTE. Integrou o Conselho Artístico do Festival de Dança de Joinville (2008/2009), onde vem atuando também como membro do júri desde 2005.
Foi professor do curso de graduação em dança da UERGS/Montenegro de 2002 a 2011, ministrando disciplinas como História da Dança, Dança e Cultura, Produção cultural, Teoria da Dança e Dramaturgia do corpo. Como gestor cultural implantou e idealizou projetos como: a Cia Municipal de Dança de Porto Alegre, o Encontro Nacional de Dança e Educação, o Festival Internacional Dança Pontocom, o Grupo Experimental de Dança de Porto Alegre e o Fórum Nacional de Dança Infância e Juventude.

Coreógrafo da Cia Jovem

Adriano Oliveira (Driko)

Driko nasceu em 1990 (Porto Alegre/RS). Ministrou workshops e atuou como jurado em eventos como: Hip Hop International (Buenos Aires/ARG); Batalla de las Américas (Lima/PE) ; Street Dance Machine (Santiago del Chile/CHL); Arena Hip Hop (Buenos Aires/ARG). Compôs o elenco do espetáculo “Nunca um lar foi tão agitado”, do Grupo My House, vencedor do Prêmio Açorianos de melhor espetáculo em 2009 e Prêmio Braskem pelo Júri Popular em 2010. Integrou o elenco: de Avesso do Grupo My House; “Sopros” da Companhia “H” (Prêmio Klauss Vianna 2015) e de Acuados da Ânima Cia de Dança. Recebeu o Prêmio Açorianos de Dança como destaque na categoria Danças Urbanas, em 2013. Bailarino da Companhia Municipal de Dança de Porto Alegre, desde 2014.

Diretora Executiva da Cia Municipal e Cia Jovem

Ilza do Canto

Ilza do Canto é Relações Públicas, formada pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e bailarina clássica, formada pela Escola de Dança de São Paulo. Teve formação na técnica da Royal Academy of Dancing de Londres. Participou do Grupo Experimental de Dança de Porto Alegre. É Técnica em Comunicação Social da Prefeitura de Porto Alegre, atua no Centro de Dança da Secretaria Municipal da Cultura.
Tem experiência de 25 anos na gestão pública com atuação no Executivo Estadual (Secretaria Executiva do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do RS), Câmara Municipal de Porto Alegre e Comunicação da Prefeitura de Porto Alegre. Foi também professora substituta de Relações Públicas da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS.

Coordenadora Geral das EPDs e Diretora Artística da Cia Jovem

Fernanda Santos

Fernanda Santos é bailarina e atriz. Formada em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pós-graduada em Dança e Consciência Corporal pela Universidade Gama Filho (RJ). Já trabalhou com renomados coreógrafos gaúchos, como Carlota Albuquerque - Cia Terpsi, Daggi Dornelles, Sayonara Sosa, Isabel Willadino, Luciana Paludo, Alexandre Rittmann, Letícia Paranhos, Gabriella Castro, Eduardo Severino, Driko Oliveira, Airton Tomazzoni, Mariano Neto e Eva Schul. Desde 2010 integra a Ânima Cia de Dança Contemporânea dirigida por Eva Schul, participando das montagens : “Vestido Como Parece - A Brasilidade em Nelson Rodrigues”, “De Um a Cinco”, “Catch” e “Acuados”. Atuou como bailarina da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre em 2016/2017. Como atriz, atuou na Cia Teatro Novo dirigida por Ronald Radde e na montagem “Cadê o Lixo que Tava Aqui?” da Cia Teatral Face e Carretos, dirigida por Camilo de Lélis. Atualmente atua no espetáculo musical “O Gato de Botas – Quem disse que só o cão é o melhor amigo do homem?”, da Cia de Teatro Menino Tambor, dirigida por Daiane Oliveira. É professora da Escola Preparatória de Dança de Porto Alegre e ensaiadora da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre.